28 agosto, 2007

BEST-SELLERS


— Não acredito! Arrancaram as tripas dele?
— Arrancaram.
— Quem fez uma barbaridade dessa?
— Um anarquista, parece.
— Que crueldade! Pra que arrancar as tripas do monge, meu Deus?
— Pra enforcar o executivo.

..........................................................

— Mas isso é uma piada!
— Que foi que houve?
— A lei da atração.
— Que é que tem?
— Acaba de ser revogada...

..........................................................

— Ha, ha! Essa foi ótima!
— Que foi que tás rindo sozinho aí?
— Não tem aquele cara que transformava suor em ouro?
— Tem.
— Lê aqui: morreu de desidratação!

..........................................................

— Mentira!
— Sério. Juro por Deus.
— Duvido, ele não faria isso.
— Tô falando...
— Tá, tudo bem. Então me diga: quando Nietzsche chorou?
— Parece que foi lendo um best-seller que lançaram aí com o nome dele, não sei.

..........................................................

— Tá ligado no guardião de memórias?
— Claro, claro.
— Pois então, não é que o cara tá com Alzheimer, rapaz?

11 comentários:

Jens disse...

Grande Marconi:
Voltei. Graças a assessoria eficiente de D. Gilda, finalmente venci a urucubaca que lancaste contra a minha nobre pessoa. Foi um trabalho árduo, que exigiu o sacrifício de meia-dúzia de animais de quatro patas, entre os quais um gato, um bode e um galo, todos pretos. Saliento que este atentado à vida animal aconteceu por culpa exclusivamente tua, já que, segundo D. Gilda, meu computador pifou por causa de um trabalhinho que fizeste entre as névoas da madrugada em uma encruzilhada da bela São Paulo. Um dia, terás que prestar contas ao Senhor.
***
Alertado pela Luma, tomei conhecimento do tua gracinha caluniosa contra a minha nobre pessoa. Entrei em contato com a Juliana Paes, com quem tive um rápido mas caliente affair num passado recente. A Deusa informou-me que já entrou com um processo contra a tua nefanda figura. O mesmo fiz eu. Terás de responder, nas barras dos tribunais, a processos milionários de calúnia, injúria e difamação.
***
Pelo que vejo, teu mercadinho está cada vez mais animado e criativo. De mal-grado te apresento os parabéns. Humpft!
***
Passar bem. Dê lembranças minhas à sua senhora, este santa criatura que te suporta diariamente.

Yvonne disse...

KKKKKK, o post e o comentário do Jens me fizeram rir muito. Beijocas

Moacy Cirne disse...

Concordo com Yvonne: os diálogos da postagem e o comentário de Jens estão ótimos. Abração.

F. Reoli disse...

Marconi, te ler é um BEM necessário, mon ami...rs
Abração

Márcia(clarinha) disse...

Depois dessas "criticas literárias" tenho que ler o que perdi, indo lá....beijos

sidnei disse...

Fala a verdade... qto tempo vc passa imaginando novas maneiras de contar piadas nesse blog?!?!

Anita disse...

você é engraçado.

Sandra disse...

hahahahahahahahahahaha! Aposto que a Yvonne riu mais com a última, sobre o amante dela!!! kkkkkk


Beijos

Gustavo Chaves disse...

Bem, quanto a esta briga sua e do jens eu não tenho nada a ver, espero que a confusão não se estenda e divida toda a blogosfera, sem contar que este comentário tirou o foco do post, mas tah legal sim!

Ane Brasil disse...

hehehe! Então quer dizer que andas tocando galo preto em encruzilhada digital, meu bruxo?
Voltando ao post: acho que alemãozinho doido que curtia fazer filosofia às marteladas deve ter chorado mesmo...
Sorte e saúde pra todos - pra todos mesmo.

Vinícius disse...

Sempre fico deprimido quando vejo tanta porcaria sendo vendido sob a alcunha de "cultura" ou "conhecimento".