18 maio, 2007

A VINGANÇA VEM A CAVALO OU, NO CASO, A JUMENTO (FOTO)



Se o Blogger não houvesse me boicotado, dando provas suficientes de que trabalha para o campo inimigo, o título da postagem seria este:

“De como o energúmeno me caluniou mais uma vez e, em função disso, irá pagar com juros meirélicos toda a sua aldravice, doblez, endrômina, fabulagem, enleada e, sobretudo, sua ignorância por não saber o significado de nenhuma das palavras anteriores, quando eu lançar, na próxima semana, uma série de crônicas em que deslindarei sua vida de acrasia, cabritismo, salacidade, sensacionismo, torpidade e, principalmente, dupla ignorância por também desconhecer o sentido desses outros vocábulos”.

Entrem aqui e entendam o porquê, infelizes leitores.

16 comentários:

ACANTHA disse...

O JENS, novamente MARCONI???

GUGA ALAYON disse...

ananias e sua ananás a complicar. ahahah

Halem Souza (Quelemém) disse...

Céus, onde isso vai parar? Possivelmente nos tribunais ou no programa da Regina Volpato. Queremos escândalo! Queremos mais enxovalhos internéticos! Queremos sangue!

Claudio disse...

Importante: Seu blog, Marconi, acaba de ser selado. Antes que você tenha um infarto e morra de susto, vá até o JCF onde tudo será explicado.

abs

Márcia(clarinha) disse...

AFF! Isso é briga de cachorro grande, tô fora, rsss, mas só pra constar, bem mais bonitinho o título pós boicote...
Lindo findi,
beijossssssssssss

Bródi "Tom" Negão" disse...

Que raios é "meirélico", Marconi? Por prudência, repilo qualquer insinuação maldosa à minha linhagem patrilinear.

Sandrinha disse...

Adoro seu blog, por isso estou com você nesta briga. beijos

Costajr disse...

A melhor parte foi mesmo a dos vocábulos!

Quanto ao seu comentário a respeito da prosódia pernmbucana do difamador. tenho a dizer que concordo em gênero, número e grau com o seu comentário lá.

Jens disse...

Senhor Marconi Leal: não tenho culpa se sua vida pregressa está eivada de acontecimentos "insólitos". Sou apenas um humilde repórter que faz o que os repórteres fazem: reporto os fatos. Fatos, não se trata de ficção, que fique bem claro.
Conhecendo sua personalidade doentia, imagino que o senhor fará alusões inverídicas sobre minha vida sexual. Informo que até o ano passado, quanto ainda estava em atividade, sempre fui um heterossexual convicto e nunca recebi queixas sobre a minha perfomance, ao contrário, os elogios eram proclamados ao berros, para desconforto da vizinhança.
Outrossim, comunico que estou amparado em assessoria jurídica sediada em Miami, cedida pelo vibrante editor da Reação Cultural, a corajosa publicação que ousou acolher as histórias escabrosas do seu passado infame.
***
Não entendi quase nada do que o senhor escreveu. Imagino, porém, que o conteúdo seja ofensivo, razão pela qual revido à altura: É a mãe!!!, no sentido figurado, of course.
***
Ë isso aí. Faz 500 anos que não como ninguém. Estou carente. Pense nisso antes de difamar-me.
***
Um abraço. Recomendações à família.

Kah disse...

Aff, isso ainda acaba mal(opu bem prá nós leitores,hehe).Marconi e eu que o julgava-o um sujeito sem passado.Vou acompanhar isso de perto, quero só ver no dá.Briga de cachorro grande eu só assisto de longe!!Beijos e lindo final de semana!!!

A Gata por um Fio disse...

Está genial...não vejo a hora de ler a continuação, pois sabes que, como gaúcha, também adoro "um entrevero"...e que siga o baile...digo...o casório...

Flávio disse...

Marconi, você não acha que esse título ficou muito curto? E agora, como vai escrever o post? ;)

Claudio Costa disse...

Já deu fundurço mesemo, uai!

abominnavel disse...

Uma batalha de proporções épicas...
Aguardo ansiosamente pelo desenrolar desse embate. Aproveitando para ressaltar que também não conheço nenhum desses vocábulos que me foi apresentado...

rogerio santos disse...

Aldavrão eu sei o que é... Ora pois, pois...
Sensacional a contenda !
Abraços
Rogerio Santos

Jorge Sobesta disse...

James seu burguesão!

Me empresta algum aí?


Grande Abraço.