04 maio, 2007

HIPERSENSIBILIDADE



- Uh! Esse cheiro... É de você?
- Não, do meu cocô. Por quê?
- Isso... Isso não é normal!
- Ah, não? E você queria que eu eliminasse meus detritos orgânicos como? Através da pele?
- Fazer cocô é normal, Jarbas Filho, o que não é normal é esse cheiro. Tem alguma coisa errada com o teu cocô.
- Tem. Eu já tava inclusive pensando em levá-lo ao psicólogo, coitado. Deve ser fixação na fase anal. Faça-me o favor! Quer deixar eu ler o jornal em paz?
- Não, meu querido, eu acho que você tá levando seu amor ao Oswald de Andrade a sério demais. Porque ou bem você virou antropófago ou não sei o que comeu ontem, mas sem dúvida alguma coisa morta acaba de sair de dentro de você.
- Sei. E, pelo visto, você veio pro enterro, né? Por que não sai do banheiro, hein?
- Porque preciso tomar banho. O que tá me parecendo impossível, pois esqueci minha máscara antigás e, ao que tudo indica, quem construiu nosso banheiro foi a Esfinge. Afinal, caso tivesse nariz, o arquiteto não teria projetado a privada tão perto do chuveiro.
- É, né? Eu só fico triste quando penso no tanto de dinheiro que a gente tem perdido durante todos esses anos. Porque, pelo que você tá dizendo, se a gente tivesse vendido o teu cocô pra Chanel, hoje estaria rico.
- Não, meu querido, o meu cocô pode até feder, mas tá dentro dos padrões normais.
- Segundo o Inmetro, né?
- O senso comum, Jarbas Filho, segundo o senso comum. O meu cocô não cheira bem, evidente. Mas é claramente um produto do organismo humano. Isso que você faz eu não sei de onde vem. É o oitavo passageiro... Só faltava essa: você querer comparar o cheiro do meu cocô com o seu! Eu uso arma convencional, o seu é guerra química!
- Ha! ha! ha! Assim você me mata de rir! Você por acaso tá com medo dos inspetores da ONU? Não seja modesta. Em termos de cheiro de cocô, você já chegou à fissão atômica há muito, meu bem!
- Pra começo de conversa, meu filho, eu tenho prisão de ventre, certo? Só faço cocô, quando muito, de três em três dias.
- É o chamado cocô maturado. É que nem o Congresso. Demora a fazer alguma coisa, mas também, quando faz...
- Já o teu caso tá mais pra Ministério da Defesa, né? Faz merda das grandes todos os dias e põe em risco a vida de milhares de pessoas. Será possível que você vai ficar aí pra sempre, hein? Por acaso tá adiantando o cocô da semana inteira? Eu tô atrasada!
- A culpa é toda sua. Você me desconcentrou. O meu é um cocô sensível, que necessita meditação.
- Que ele é sensível, não resta a menor dúvida. Pode-se senti-lo a léguas. Agora, por favor, sai daí, que eu ainda vou gastar um tempão acendendo fósforos pra acabar com o mau cheiro. Aliás, da próxima vez que for no supermercado, me lembre de comprar uma vela de sete dias, sim? Nossa Senhora do Tietê, como isso fede!
- Pronto, olha aí! Viu, viu? Ficou tímido, travou, mulher! Não sai, não sai mais!
- Ai, não acredito! Será possível que todo dia agora é a mesma coisa?
- Eu avisei. É um cocô criado por vó. Hipersensível.
- Pelo amor de Deus, Jarbas Filho, eu tô atrasada!
- Paciência. Agora é esperar ele recobrar a autoconfiança.
- Vou perder o emprego. Isso não é brincadeira, Jarbas Filho!
- Sinto muito, mulher. Você magoou o bichinho.

41 comentários:

Mani disse...

Voce me mata de rir!

edu disse...

Mais uma vantagem do lado Rainbow da Força: todo mundo peida e fede igual, e ninguém liga! :-)

Milton Ribeiro disse...

Amanhã, o "Porque hoje é sábado" será dedicado expressamente a ti.

E está lindo! Mesmo!!!!

Entra no ar na madruga de hoje, seu tarado.

Eu, como sou perfeito, nem tenho cu. Então, fico de fora da discussão.

Esyath disse...

Olha, o texto foi muito bem escrito. Sabe que nunca vi um conto sobre cocê com alusões a história, política, olfato, finanças, sentimentos...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Muito engraçado e inteligente!!!!
Engraçado...

Dia desses acho que ouvi uma história semelhante entre meus dois irmãos...
kkkkkkkkkkkk

Bjs (Des)conexos!;)

Vera Fróes disse...

Marconi, só vc para fazer humor inteligente de um assunto escatológico. Tá fedendo...rssss.

Bjos.

Costajr disse...

Um amigo me disse em tom de aforismo: "A intimidade é uma merda!"

Nilson Barcelli disse...

Só você é que se lembraria de um diálogo malcheiroso como este...
Mas brilhante, como sempre.
Bom fim-de-semana.
Abraço.

cilene disse...

hehehehehheheheheh...oh coisa fedorenta...

Anita disse...

marconi,
com a tua licença, e com os devidos direitos autorais, vou fazer um "forward" desse teu post para uns "entes queridos". Tudo bem?

bjs

Halem Souza (Quelemém) disse...

É por essas e outras que não lamento a vida de solitário que levo...

Se bem que melhor discutir um assunto desses com o cônjuge do que discutir quem paga a próxima prestação do carro ou a matrícula da filha na faculdade. Um abraço.

Prof Toni disse...

Simplesmente impagável!

rogerio santos disse...

Piadas da vida cotidiana...hehehe
Sensacional !

DANIEL PEARL disse...

Marconi Leal, boa noite. Sou Daniel Pearl, jornalista-editor do blog DESABAFO PAÍS(BRASIL), jornalismo independente e de esquerda, com mais de 173 mil acessos. Gostaria de trocar nossos links. Meu endereço:http://desabafopais.blogspot.com
E-mail para confirmação: desabafobrasil@oi.com.br

DANIEL PEARL disse...

“O jornalista Diogo Mainardi é um sujeito estranho. Vive reclamando dos processos que toma, inclusive de outros colegas, pelas barbarides que fala na televisão ou escreve na revista Veja.” Esse cara-de-pau Mainardi pensa que é dono do jornalismo no Brasil. Humildade e ética são ingredientes para um bom profissional. Já a “O Globo” reclama de CENSURA. Que moral tem O Globo para reclamar de uma suposta censura à mídia hoje se na época da Ditadura/64 que seqüestrou, torturou e assassinou milhares de brasileiros, o jornal foi conivente com a repressão? Segundo a jornalista Adriana Souza, “o Brasil tem a pior mídia do mundo”. Sobre a Folha, ela nunca foi censurada, gosta de posar de democrata e transparente, e tenta esconder esse período macabro (64) que revela todo o seu caráter de classe e a sua postura direitista. Protegida pela ditadura, a Folha cresceu, e durante os oito anos de FHC, ela nada falou contra as suspeitas privatizações. Acesse DESABAFO: http://desabafopais.blogspot.com

Sandra disse...

Haja ventilador e Patinho purific!!!

Beijos

joão áquila disse...

q mulher mais incensí vel!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
essa foi boa!

Tina disse...

Tinha que ser de você... o texto, naturalmente.

beijos querido,

A Gata por um Fio disse...

é...quando o casamento vira um prato difícil de digerir...a vida "púbica" desfaz-se na "privada"...he...he...tu, sempre original...

Marco disse...

Rá! Rá! Rá!... SEN-SA-CI-O-NAL!!!!!
Quase me caguei de rir... E ia feder.
Bom final de semana. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Jens, o bagual disse...

Oi Fementino (ou fedífrago, como queiras):
Felizmente não passo por esse problema. Como sou uma pessoa fina, fui agraciado pelos deuses com a dádiva de não precisar ir aos pés, como dizem os bem nascidos como eu (fazer cocô é coisa de pobre). Não tenho a mínima idéia para onde vai a melda que produzo (não, não sobe pra cabeça, engraçadinho!).
***
Por hoje é só.
***
Orai, vigiai e tremei Marconi Leal: o Ananias vem aí. A verdade enfim será revelada. AHAHAHAAHAH!
***
Tens quatrocentos pilas me emprestar a fundo perdido? Tem um cara vendendo Net pirata - 80 canais, inclusive os pornôs (nhamnhamnham!). Pode dpositar na minha conta no Banrisul: 000.171.000.
***
Um abraço e desde já obrigado.
***
Antes que me esqueça: passar bem!

Flávio disse...

Marconi, não acredite se alguém te disser que este é um texto de merda; até porque eu ri pracaramba! :) Abração

Flávio disse...

Marconi, não acredite se alguém te disser que este é um texto de merda; até porque eu ri pracaramba! :) Abração

Anônimo disse...

Marconi!
Puxa, tanto tempo fora e qdo volto, esse cheiro? Bleeeeeargh, hahahahaaha! Não foi uma boa forma de conhecer o seu endereço novo: pelo banheiro e ainda por cima, ocupado!
Vc como sempre, genial, meu caro!
Beijos carinhosos!

Calliope

www.callianteia.blogger.com.br

Duda Bandit disse...

escatologia das bravas... bacana demais, cara!

sandra camurça disse...

Que brincadeirinha é essa com a grande e finada estilista Coco Chanel, hein, Seu Moço?

E como arquiteta sensata e naturalista, acho que devíamos adubar o quintal das nossas casas. Nada de banheiro! Vamos todos fazer cocô no mato.

Um beijo perfumado.

Luz disse...

Cá em casa, agora, somos só três e o Ruben filho tem seu próprio WC no rés-do-chão... mas quando o Alexandre estava cá "cagando" meu Deus, quase desmaiava com seu cheiro de cocó.
Ainda pensei registrar a patente do seu "aroma" no Pentágono dos Estates, mas isso implicaria se calhar a nunca mais ver meu filhote. Não, não… comecei a rezar para ele encontrar uma boa mulher e sair definitivamente de casa. E minhas pressas foram acatadas.
Também, tenho por costume ler na privada, mais as revistas cor-de-rosa, e meu “Bem” passou a reclamar não do tempo que eu passava lá, mas sim, do meu “perfume”…
Será que eu fiquei possuída pelo “cheiro demónico” do Alexandre???
Terei que fazer um exorcismo???? E meter padre nisto???
Bom, talvez vou começar a comer alguns sabonetes, de preferência sabor morango…

Marconi, você é SOBERBO, MAGNIFICO, você merecia, sem dúvida um Prémio Nobel.

Beijo

DO disse...

Heheheh,ninguem merece!!

Abração,MARCONI.

Osc@r Luiz disse...

Sensacional!
Um abraço!

Marina disse...

Ai que engraçado,rsrsrs...
Adorei o texto! Muitooo criativo! hahahaha..Super =)

Jens disse...

Marconi, seu viado: não te mete com o pessoal do Bar do Nereu.
Formamos uma das piores gangues da city... Eu sou o chefão.
A Brisa (Re, ou Brisete, como chamas, com uma intimidade inconveniente) não aparece mais porque é tricolor bicampeã estadual. Fui obrigado, por imperativo profissional, a assistir a vitória do tricolor no chiqueiro que eles chamam de estádio (na verdade, acompanhei o primeiro tempo à beira do gramado. No segundo, com a chuva, escafedi-me).
Simon- o grande chefe - nos achou, graças ao maldito celular do Moah (já tínhamos decidido asssitir o segundo tempo num buteco da Cidade Baixa com Polar e Passaporte (na falta do bom e barato Natu). Fiz o nhenhenhém habitual. Não, não comi ninguém, ainda. Alguém terá que pagar por isso. Tu, é claro.
Antes que me esqueça: acho que, nesta semana, vou entrevistar o Arnaldo e o Galvão - perspectivas de uma paleteada de ovelha na cobertura do chefe. O Casagrande também está na banda, só precisamos encontrar alguém para traduzir o tatibitaque que ele entende por comunicação verbal. O Moah quer entrevistá-lo em um lugar "diferente" (sinônimo de bebedeira no Ossip. Eu fora - Ossip é um palíndromo (entendeu, anta!).
Estou encerrando, não sem antes dizer que ainda sou um velho safado e viril e rancoroso - o Grêmio que se f...( e que a Brisa, minha amiguinha, não me ouça).
Que fique bem claro: só volto a escrever no Reação quando receber o meu cartão sex free. O RF, o Jiló e toda a cambada estão aí no bem bom e eu aqui na mão? Assim não dá. Estou precisando muito comer alguém, não apenas por via oral, como diria Noel Nutels.
Antes que o RF fique cheio de dedos, querendo me censurar, esclareço que Lord Bertrand Russel era um devasso com hora marcada (geralmente na hora do chá, na casa de uma marquesa cujo nome esqueci). Tenho certeza de que Roy Frenkiel, com seus contatos no submundo do sexo, não terá dificuldade em preencher esta lacuna).
Agora, um toquer pro RF: porra, estás nos EUA e não vais entrevistar o Norman Mailer (é só dar um pulo em NY)? É marcar e matar a cobra num final de semana.
É claro que ainda sequer cogitastes a idéia, tendo em vista a esbórnia a que tens te dedicado nos últimos tempos. RF, estás dominado pela luxúria - Sodoma e Gomorra (Em Sodoma sei qual era a jogada, mas em Gomorra..., com o Marconi Leal? Brrrrrrr......Só de pensar nas possibilidades tenho orgamos múltiplos.
Vou parar por aqui enquanto consigo controlar o desejo de encher o Marconi Leal e o dr. Nicomar Lael de porrada.
***
Eu sou grosso. Ignorante. Genial. O melhor jornalista do Jardim Vila Nova, segundo a Mari Timm. Sai de baixo.
***
Abraço, véia!
***
Antes que me esqueça: VÃO FÃO!!!

GUGA ALAYON disse...

milton, então deve ser foda beijar vc. ahahahaha
abraços

R.C disse...

Escatalogicamente brilhante, Marconi!

abrax

RF

F. Reoli disse...

Marconi, tu é bom na arte de fazer rir, amigo! rs
Abração e boa semana

Serbão disse...

rapaz, lendo este conto, vc me fez lembrar que a Nastasja Kinski, a Malu Mader, a Maria Fernanda Cândido, todas elas cagam. um amor só é grande se resistir à manhã seguinte, no banheiro...

adelaide amorim disse...

Humor escatológico tem tudo a ver com as ações de nossos políticos em destaque. E tem a vantagem de fazer a gente rir em vez de se quedar na depressão profunda que eles inspiram. Mas é dar muito cartaz aos calhordas. Assim é melhor :)

Kah disse...

KKKKKK!!Muito bom!!!Adoro ler tesu textos, são um alento!esse então ganhou o primeiro lugar em divertido.e pensar que todo mundo caga,hehe...Beijos e linda semana!!!

andrea disse...

marconi, seu delirante, vc me diverte!

Mônica Montone disse...

Eca!

[mas uma eca bem escrita, rs*]

beijos, querido

MM

Dora disse...

Já li muito texto de casal "discutindo a relação"...Mas, essa relação escatológica, misturada a outros temas, digamos, sujos...rs é a primeira vez. Casal muito unido e transparente deve ser assim...rs Tudo precisa ser discutido, mesmo que "magoe" as sensibilidades...rsrsr
Muito bom!
Abração!
Dora

Manoel Carlos disse...

Escatologia da boa!

sidnei disse...

Essa foi uma de suas melhores... tive que parar várias vezes pra enxugar as lágrimas... de tanto rir...!!!!